Começamos 2018 com uma nova rubrica  o livro do mês – e para Janeiro escolhemos o livro “O Princípio da Cenoura”.

Este livro fala-nos sobre a gestão de recursos humanos e, aborda o reconhecimento do colaborador como uma ferramenta essencial. O que acontece muitas vezes é que as qualidades dos colaboradores não são reconhecidas por parte dos Gestores de RH, o que faz com que os bons colaboradores não se sintam motivados na empresa.

Os gestores, ao reconhecerem o trabalho dos seus colaboradores, conseguem motivá-los mais facilmente de forma a serem mais produtivos e, consequentemente a envolverem-se mais com a empresa, criando um bom ambiente. A capacidade de um gestor reconhecer os talentos e as contribuições dos seus colaboradores para o desenvolvimento da empresa, é considerada a característica principal de uma gestão eficaz. Quando este reconhecimento é considerado eficaz, os resultados alcançados pela empresa serão melhorados. No entanto, também é importante referir que o reconhecimento por si só, não é suficiente para motivar os colaboradores, no caso de ser utilizado isoladamente.

Os autores chegaram à conclusão de que uma gestão excelente nasce quando o reconhecimento é adicionado às outras competências chave de um gestor (comunicação, liderança, etc). E, após esta conclusão, os mesmos chegaram à conclusão através da qual denominaram o livro – “Princípio da Cenoura”. Este processo pode ser explicado da seguinte forma:

  1. Semear: Definir objectivos claros
  2. Plantar: Comunicar abertamente
  3. Nutrir: Construir confiança
  4. Cuidar e manter: Manter todas as responsabilidades
  5. Colher: Compromisso dos empregados, satisfação dos empregados, maior rentabilidade e fidelidade dos clientes

Para concluir, os autores deste livro defendem que quando os colaboradores sabem que os seus pontos fortes e as suas valências são apreciadas e elogiadas, eles terão uma motivação maior para produzir ainda mais valor.

Fonte: Portal Gestão